Quase metade dos professores do ensino médio dão aulas em matérias não relacionadas à sua área de formação específica. O levantamento, extraído do Censo Escolar 2015 e tabulado pelo Movimento Todos pela Educação, mostra que o problema atinge escolas públicas e privadas, e agrava-se em algumas matérias, como Física.

Cerca de 46,3% dos docentes atuam em pelo menos uma disciplina na qual não têm formação – o número equivale a 228 mil profissionais, dos 494 mil docentes que trabalham no ensino médio.

Desses profissionais, quase um terço (32,3%), só leciona matérias não relacionadas à sua formação; outros 14% se desdobram entre sua área e as demais sem habilitação.

Professores do ensino médio
Porcentagem de docentes no Brasil formados nas disciplinas que lecionam

 

 

O cenário apresentado pode representar um desafio na diversificação prevista na reforma do ensino médio, que está em trâmite no Congresso por medida provisória. De acordo com a proposta, escolas e redes de ensino terão que desenvolver linhas de aprofundamento por área de conhecimento.

Com a reforma, os alunos deverão escolher a área de interesse – entre Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens, Matemática e Ensino Técnico. As matérias flexíveis devem tomar 40% da grade.

Fonte: Folha de S. Paulo